• strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /home/purplecreative/csmt.com.br/sites/all/modules/views/views.module on line 879.
  • strict warning: Declaration of views_handler_filter::options_validate() should be compatible with views_handler::options_validate($form, &$form_state) in /home/purplecreative/csmt.com.br/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_filter.inc on line 589.
  • strict warning: Declaration of views_handler_filter::options_submit() should be compatible with views_handler::options_submit($form, &$form_state) in /home/purplecreative/csmt.com.br/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_filter.inc on line 589.
  • strict warning: Declaration of views_handler_filter_boolean_operator::value_validate() should be compatible with views_handler_filter::value_validate($form, &$form_state) in /home/purplecreative/csmt.com.br/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_filter_boolean_operator.inc on line 149.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_style_default::options() should be compatible with views_object::options() in /home/purplecreative/csmt.com.br/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_style_default.inc on line 25.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_validate() should be compatible with views_plugin::options_validate(&$form, &$form_state) in /home/purplecreative/csmt.com.br/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 135.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_submit() should be compatible with views_plugin::options_submit(&$form, &$form_state) in /home/purplecreative/csmt.com.br/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 135.

Testemunhos

Surpreso com a Terapia Manual Sistêmica.
35 anos e um ano de 2011 realizador! Consegui construir minha casa própria e estabelecer minha empresa de consultoria, que, após 2 anos, passou pelo seu principal teste de sobrevivência após o final do seu primeiro e maior contrato e uma mudança na carteira de clientes. O MBA em Gerenciamento de Projetos também andou muito bem neste ano, faltando pouco para ser concluído em 2012.
Entretanto conciliar isto tudo com a vida cotidiana da família, com 2 filhos pequenos (um de 4 anos e outro de um ano e meio), não foi fácil. Alguns sinais de cansaço físico e emocional foram aparecendo, e culminaram com a participação especial de meu filho mais novo, que, ao contrário do mais velho, desenvolveu grande atração por subir em cima de tudo e se jogar no chão, sem medo de ser feliz, ou de quebrar qualquer osso... O Natal de 2011 foi especial, incluindo uma visita ao Neurologista antes da ceia para verificar meu filho, que obteve sucesso em se jogar da escada da casa da avó, de cabeça, em som retumbante... Não quebrou nada nele, mas em mim alguma coisa "trincou" naquele dia, eu não sabia bem qual era.
Por vezes pensei na responsabilidade dos meus dois filhos, e que eu provavelmente não gostaria de ter um terceiro. Mas tentei não me levar por este tipo de dilema, que poderia ser casuístico, uma vez que eu estava vivendo um período especial de grande demanda. Também achei que deveria dar pouca importância para meu estado irritadiço e incomodado, com pouca paciência para as crianças e esposa, pois provavelmente era uma outra consequência casual do meu cotidiano mais recente e agitado.
Pois em um belo Sábado de manhã, tomando conta dos filhos enquanto a mãe estava fora, tive um problema mais sério. O caçula arremessou um copo de vidro no meio da sala de casa, rendendo "todos os meninos descalços" à mercê dos cacos de vidro. Após minutos de "xilique" para as crianças ficarem quietas, catando cacos e passando aspirador, eu não consegui mais me levantar direito. Fiquei com as costas arqueadas e o quadril completamente rotacionado, com uma forte dor e dificuldade de ficar de pé ou de caminhar.
A dor "circulava" pelas costas nos dias que se seguiram, se transformando em torcicolos e dores ciáticas em ambos os lados e tendo fortes reflexos nas pernas rijas, com músculos e tendões que pareciam encurtados e dores que iniciavam no pescoço e iam se alastrando até os pés. Uma "bela travada geral"... Eu até conseguia andar de novo, mas com muita dor. Aquilo parecia não ter fim, era diferente de outras crises de dores ciáticas, no pescoço ou nas costas que tive. Daí minha esposa me indicou o fisioterapeuta osteopata Luis Tisselli, que procurei após duas semanas sem melhora do meu problema.
O Luis não fez praticamente nada do que eu esperava em um tratamento desta natureza, uma terapia manual. Eu já tinha tido alguma experiência e estudos sobre o assunto, pois me formei em acupuntura auricular e já fiz diversas oficinas e cursos de massoterapia, além de ter sido paciente em linhas de atuação de terapia manual que se originaram no extremo oriente (China, Japão, Índia e arredores). O Luis me explicou o que era a SMT, e sua origem em estudos científicos muito sólidos realizados principalmente nos EUA, e que a minha primeira impressão duvidosa era algo que ele estava acostumado a lidar, mas que ele não se importava, pois os efeitos terapêuticos aconteceriam, independentemente de quanto contrariado ou descrente eu estivesse (ensinamentos do seu mestre, Dr Halili).
Nada de pressões ou trações, nada de uso de força, nada de aplicações ou técnicas diretamente sobre os músculos e pontos doloridos que eu tinha. Se eu não estivesse me sentindo grogue, com o corpo mole e bocejando por dois dias seguidos sem parar, eu diria que ele não fez nada. Mas eu não podia dizer isto de maneira alguma, pois meu corpo, mente e espírito mostravam reações fortes e persistentes após a sessão, exatamente como fui avisado pelo Luis.
Nos dias seguintes a dor foi passando, e uma clareza foi se restabelecendo na minha mente. Percebi que o tratamento estava tendo efeitos profundos em minha fisiologia e em meus pensamentos. Ao final de tudo descobri que eu precisava mesmo era ter uma conversa que estava entalada com minha esposa, pois eu não queria mais ter um terceiro filho, e pretendia fazer vasectomia. Tive uma vergonha quase oculta de tocar no assunto e esta preocupação, esta energia retida, estas palavras engolidas, ficaram acumuladas e geraram o problema que enrijeceu minha musculatura e culminou com a travada nas costas. Os momentos difícies com os pequenos na verdade iniciavam pensamentos e estados de espírito que aumentavam esta tensão.
Minha esposa foi super compreensiva e vim a descobrir que o demônio que me assolava foi criado por mim mesmo, em idéias equivocadas. Com o passar desta tensão e entendimento a origem das minhas dores e problemas cessou, e na verdade eu estou muito melhor depois do tratamento mesmo do que antes de ter tido o problema mais agudo. Parece que fui curado de uns dois anos de dor nas costas...
Visite o Luir Tisselli, experimente a SMT e surpreenda-se com os resultados e com a jornada que você terá dentro de si mesmo. Somos muito mais complexos e "incompreensíveis" do que pensamos.

Um abraço e boa jornada,
Arnaldo da Silva Jr.

"Tive um problema na coluna, em março de 2010, que me obrigava a conviver com dores desagradáveis e agudas em minha perna direita e que eram causadas por uma compressão do nervo ciático. Este problema persistiu por aproximadamente 18 meses.
Durante este período fiz inúmeras sessões de fisioterapia convencional além de me submeter a uma cirurgia, com a utilização de eletrodos, no hospital Vera Cruz em Campinas.
Nenhum destes procedimentos resolveu o problema e continuei com dores na minha perna direita, bastante acentuadas quando eu caminhava.
Depois de muito tempo convivendo com este problema desagradável, amigos me indicaram o Gustavo  Sato que, segundo me informaram, fazia milagres.
Marquei uma primeira consulta, devo confessar que sem muitas esperanças e bastante incrédulo, no entanto, para minha grata surpresa, após aproximadamente cinco sessões, as dores começaram a diminuir até desaparecerem por completo.
Hoje, três meses após a última seção, tenho uma vida normal sem nenhum problema com as dores que tanto limitavam minha vida.
Recomendo fortemente o Gustavo Sato, pois é um profissional sério e possui uma técnica realmente eficaz."

Amarildo J. Bernardi
Engenheiro e Consultor de Empresas.

"Sou fisioterapeuta, trabalho com RPG e acupuntura. Desde quando fiz o curso CSMT meu padrão de pensamento frente a avaliação de um paciente se modificou.
Durante a avaliação já sei quais técnicas que poderei usar com o paciente e o que fazer dependendo da resposta do paciente à técnica. SMT tornou-se minha técnica de primeira escolha. Estou tendo excelentes resultados com a técnica! Obrigada Gustavo Sato e Luis TIsselli. Obrigada SMT!!"

Carolina C. (Fisioterapeuta, Aluna SMT)

Sou ex jogador profissional de futebol e tive uma sinfisíte púbica devido ao esforço físico, onde fiquei quase 9 meses sem conseguir jogar futebol e ir à academia. Estava em um estado onde qualquer movimento doía, um simples espirro ou levantar de uma cadeira já sentia “pontadas” na região do púbis.
Tentei alguns métodos de fisioterapia antes de conhecer a técnica SMT. Na fisioterapia convencional não tive nenhuma melhora, tentei também uma técnica chamada Crochetagem, onde tive uma melhora, mas baixa.
Estava pensando em fazer uma cirurgia, já que tinha certeza que a fisioterapia não iria resolver o meu problema. Conheci o Gustavo e como não conhecia a técnica resolvi fazer mais uma tentativa. No primeiro momento é estranho já que estava acostumado com os métodos convencionais  com aparelhos elétricos, na SMT tudo é feito manualmente e com posicionamento corpóreo.
Na primeira sessão me senti bem melhor, Gustavo reposicionou minha pelves (região da cintura), que antes sentia que minha cintura estava “travada”. No dia seguinte senti que o meu corpo reagiu a técnica, parecendo que fiz alguns exercícios de fortalecimento. Após a segunda sessão já consegui jogar futebol por 1 hora. Cheguei a fazer cinco sessões no total, uma por semana, cada sessão com movimentos diferentes. Com acompanhamento do Gustavo que me passou vários exercícios para eu fazer em casa para fortalecer alguns músculos específicos estou me sentindo curado após 9 meses.
Foi a única técnica que me ajudou de verdade, tirando toda minha dor, por isso recomendo a todos.

Gabriel Garcia Teixeira, 27 anos

"Olá sou a Roberta, tenho 25 anos! Estou na quarta sessão de tratamento com o Gustavo.
Sentia, há cerca de dois anos, uma forte dor lombar. A dor costumava se estender para a perna esquerda limitando meus movimentos muitas vezes.
Procurei a ajuda de um ortopedista que solicitou um Raio-X. Exame em mãos ele me disse que eu não tinha nada, era só a postura. O médico me recomendou 20 sessões de fisioterapia.
Fiz 15 das 20 sessões. Não houve resultado algum. A dor persistia e estava cada vez pior.
Quando o Gustavo voltou dos Estados Unidos começou a me tratar. Na primeira sessão pude ver o resultado. A dor diminuiu significativamente.
Hoje, depois da quarta sessão estou bem melhor. Não sinto mais dor e meus movimentos foram normalizados."

Roberta Matsunaga

systemic manual therapy

O que é SMT?

SMT é uma técnica que visa tratar as causas...

VEJA MAIS

Cursos

Os participantes serão instruídos a aplicar a técnica...

VEJA MAIS